Conferência Interestadual reúne 420 bancários

Realizada nesse sábado (04/07) por meio de videoconferência, a 22ª Conferência Interestadual dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, reuniu cerca de 420 participantes que aprovaram as teses e a chapa dos delegados que irão participar da 22ª Conferência Nacional a ser realizada nos dias 17 e 18 de julho de 2020 por videoconferência. Com início previsto para às 09h, a abertura da Conferência foi realizada pelo presidente da Fetraf RJ ES, Nilton Damião Esperança, onde em sua fala ressaltou a importância do movimento sindical estar unido para enfrentar a Campanha Nacional de 2020. “A força para enfrentar a campanha salarial está na união da categoria, de trabalhadores de bancos públicos e privados.” Essa foi uma das principais mensagens da 22ª Conferência Interestadual dos Bancários e Bancárias do Rio de Janeiro e do Espírito Santo realizada neste sábado, 4 de julho.

Pela primeira vez on line, o encontro foi transmitido também pelo YouTube.  A tônica dos debates  recaiu sobre a necessidade de união frente ao projeto privatista e liberal do atual governo, totalmente comprometido com banqueiros e empresários e insensível às necessidades dos trabalhadores. Há consenso sobre a pandemia da Covid-19 ter aprofundando ainda mais um quadro de crise social já grave antes dela.

Os palestrantes convidados enriqueceram o debate. O economista Wellington Leonardo da Silva, diretor do Sindicato dos Economistas do Rio de Janeiro, assinalou, entre outros pontos, a precarização do trabalho, cujo maior símbolo hoje são os entregadores de aplicativos, totalmente vulneráveis. Convocou todos a resgatar a Constituição de 1988 e “desprivatizar o Estado”, hoje tomado por setores do mercado.

Patrícia Platieri, Técnica do DIEESE, apresentou o intenso declínio do Índice de Condições de Trabalho a partir do segundo semestre de 2015. Também pontuou a diferença entre teletrabalho – que precisa de um aditivo ao contrato de trabalho e não há controle da jornada – e home office – um regime eventual que não supõe acordo prévio.

Após as palestras e perguntas, as teses foram apresentadas pelas diversas correntes presentes. Ao final, foi eleita com 98% dos votos a delegação que representará RJ e ES na conferência nacional dos bancários. (Com informações da Fetraf RJ/ES e Imprensa do SEEB Rio)